quarta-feira, janeiro 19, 2011

O PORQUÊ #4

COMER MUITO QUEIJO
Significado: Ser esquecido; ter má memória.
Origem: A origem desta expressão portuguesa pode explicar-se pela relação de causalidade que, em séculos anteriores, era estabelecida entre a ingestão de lacticínios e a diminuição de certas faculdades intelectuais, especificamente a memória.
A comprovar a existência desta crença existe o excerto da obra do padre Manuel Bernardes "Nova Floresta", relativo aos procedimentos a observar para manter e exercitar a memória: «Há também memória artificial da qual uma parte consiste na abstinência de comeres nocivos a esta faculdade, como são os lacticínios, carnes salgadas, frutas verdes e vinho sem muita moderação, e também o demasiado uso do tabaco».
Sabe-se hoje, através dos conhecimentos provenientes dos estudos sobre memória e nutrição, que o leite e o queijo são fornecedores privilegiados de cálcio e de fósforo, elementos importantes para o trabalho cerebral. Apesar do contributo da ciência para desmistificar uma antiga crença popular, a ideia do queijo como alimento nocivo à memória ficou cristalizada na expressão 'comer muito queijo'.

5 comentários:

Fátima disse...

Hoje aprendi mais um bocadinho!

Anónimo disse...

Já li este post "n" vezes, mas esqueço-me de o comentar...
Bjs.
Flor

Lurdes disse...

Muito bem apanhada, Flor!
Beijinhos

xana disse...

Andas a comer muito queijo, tens-te esquecido de blogar.... e tornaste a esquecer-te do lenço....

Lurdes disse...

A culpa é tua, Xana! Tu é que tens sempre queijo na mesa...