terça-feira, agosto 09, 2011

QUASE LÁ

Aproxima-se a passos largos o dia do meu natal.
Sempre gostei de comemorar aniversários mas este ano... este ano acho que não há nada que mereça ser comemorado. O que mudou? Eis a pergunta que me tenho feito constantemente e à qual ainda não soube responder.

5 comentários:

lebasi disse...

Sem alarmismos ou falsa modéstia, perdeste poder de compra, perdeste tempo com coisas e com gente que não merece, queimaste as pestanas com números que não são os teus,sofreste a ira dos maus vizinhos, as tempestades da época, etc, etc, etc, mas aguçaste o engenho e ganhaste com a experiência o que é necessário para enfrentares mais uns anitos, que tal ? Até nem está nada mal. Tens tudo pra comemorar e brindar à paciência ou à falta dela.

Xana disse...

Querida Amiga,

Dia 15 cá estaremos para te levar a comemorar!!!

Bjocas,
Xana

Lurdes disse...

És uma marota, lebasi:
'tenho uma lágrima no canto do olho, tenho uma lágrima no canto do olho...'


Xana, dia 15 vais para a ilha, certo?!


Apesar de estar com a vida de pernas para o ar, anos vou fazer de certeza.
Beijinhos às duas.

Flash disse...

I wish you a merry christmas!

;)

Beijos

Amandio disse...

Como sempre faço de tempos a tempos, hoje lá vim espreitar este blog para ver se não andas a fazer asneiras. Geralmente, sou agradavelmente surpreendido, mas ao ver este tópico pensei: mas o que é isto?
Celebrar o dia propriamente dito é algo que também me parece um pouco sem sentido e como tal nunca o faço. Aliás, que me lembre, nunca o fiz, desde que deixei de ser criança e estar na ânsia de saber que brinquedo me calharia naquela data. No entanto, gosto de saber que os meus amigos se lembram de mim e esse dia acaba por servir de mote para reatar conversas interrompidas em alguns casos um ano antes.
Por isso, goza os 365 dias de cada ano, sem te preocupares se ele começa a 1 de Janeiro, a 27 de Abril ou noutra data qualquer. Todos os dias começa um novo ano. Num determinado dia do ano receberás lembranças de amizades de pessoas de quem também gostas e deves apreciar esse contacto, sabendo que o dia a dia muitas vezes não permite que se mantenha uma proximidade tão frequente como desejariamos e como tal devemos aproveitar as oportunidades que temos.
É isso que interessa.