segunda-feira, setembro 28, 2009

VIRA O DISCO E TOCA O MESMO?

Hoje acordei com aquela sensação de passagem de ano: depois de muita euforia, a vidinha volta exactamente ao que era.
Há quem diga que não, que agora a coisa - entenda-se por coisa aquela coisa do poder governamental - vai ser bem diferente. Eu cá por mim nem sei o que diga...
Tendo em conta que foi ainda na outra legislatura (é assim que se diz, não é?!) que apareceram uns extras na A4, no trajecto que liga a minha casita ao meu local de trabalho, só falta saber que outros extras facultará esta nova legislatura para adornar os primeiros. Há quem diga que vão ser radares. A mim cheira-me a portagens!

3 comentários:

laida disse...

Tens razão em te sentir assim, nada muda
mas se mudasse seria para melhor??
Não me pareçe...
E para pior já basta assim!!


beijinhos

Anónimo disse...

Estamos em crise? Tanto dinheiro gasto em campanha eleitoral.
Segundo consta vão ser mesmo portagens. É só mais uma despesa a juntar a tantas outras...
Vamos indo e vamos vendo!!!
Flor
Bjs.

Lurdes disse...

Olha, Laida, estou como tu no post anterior: nem sei o que te diga!

Para as coisas estritamente essenciais à nossa sobrevivência,Flor, a crise não é desculpa, como por exemplo o caso das campanhas eleitorais (já tou fartinha de placards com caras de cú por todo o lado).
Quanto às portagens, sou séria candidata a aprender a andar de patins...

Beijinhos