quinta-feira, julho 30, 2009

O DOM DA PALAVRA

O título despertou-me o interesse.
Desfolhei-o. Acabei por trazê-lo muito à custa da primeira página: um lindo poema de Florbela Espanca, uma das referências literárias da autora.
Confesso que não desgostei. Uma história passada em Vila Real. Só por si, uma surpresa!

Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: aqui... além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente...
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida toda é porque mente!

Há uma primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

6 comentários:

Anónimo disse...

Ora bem... eu não sabia que estes versos eram da Florbela Espanca, já aprendi mais qualquer coisa.
Bjs.
Flor

laida disse...

O livro não li, mas os versos gostei muito...
Tu não gostas-te do conteúdo da historia ou por ser passada em Vila Real??:)

Beijinhos...
Até um dia destes,

Lurdes disse...

Flor, aqui também se aprende alguma coisa! Útil... ;)
É lindo o poema, não é?! Como ela escrevia bem sobre o amor...

Laida, eu não disse que não gostei, disse que não desgostei! Não conhecia a autora e fiquei até surpreendida por ser portuguesa (não parecia pelo nome) e a história, apesar de leve e recambolesca até esteve bem. Gostei sobretudo do fim! :)))
A parte de ser em Vila Real, foi uma surpresa boa!!!!!
Cá te espero! Num dia destes...

Beijinhos às duas

laida disse...

Desculpas lurdes, distraída como sempre, li mal!!!

Saio daqui no dia 5...
A gente encontra-se claro!!!

beijos

Flash disse...

Quanto ao livro não tenho opinião, confio no teu bom gosto. Já quanto ao poema e à Florbela vou-te dizer... é uma coisa que quando lida é linda, quando declamada, arrepia, quando sentida... ...bem, nem tem explicação. Só mesmo descrito assim pelas palavras dela!

Bia disse...

É preciso ter o "dom da palavra" para escrever assim!!!
Bjs.
Bia