terça-feira, setembro 16, 2008

E AGORA?!

Antigamente (leia-se, quando a empresa pagava) ía lá muitas mais vezes, é verdade. Mas ainda assim, volta e meia lá apareço eu com o meu bolinhas. Ou porque está mesmo tão porco que precisa de um tratamento ou porque, até não estando muito, às vezes não consigo estacionamento e acabo por o deixar lá logo pela manhã. Ainda por cima, a garagem até é de um amigo, e amigo que é amigo vai ajudando quando pode. E tudo é bonito quando corre bem.
Quando se começaram a esquecer de me aspirar a mala, reclamei e a coisa passou. Quando me disseram a meio da manhã que teria de voltar no dia seguinte porque estava sózinho e tinha que saír às 5h, respirei fundo, contei até 10 e a coisa passou (só não voltei lá no dia seguinte). Hoje venho de lá sem o auricular que comprei há dias. Uma porcaria que custou 9 euros mas que me faz muita falta. O senhor que toma conta lá do tasco é uma pessoa séria, nunca até hoje me tinha desaparecido fosse o que fosse. No entanto, hoje havia lá uma cara nova. E mesmo tendo-lhe sido dada a oportunidade de ver se o mesmo não havia sido comido pelo aspirador, o que é facto é que o auricular não apareceu (bem, pode ser que ainda venha a aparecer, digo eu que sou crente!).
E assim, não há condições.

ps - se por acaso leres isto Eduardo, sim, foi lá!

4 comentários:

laida disse...

Ai ai, é melhor que o auricular apareça viu Sr Eduardo...
Se não corre o risco de perder uma cliente.
Calma Lurdes,
ele há-de aparecer!!
beijos

Lurdes disse...

A ver vamos, Laida!
Mas se o sr. Eduardo ler isto vai ficar bem chateado...
Beijinhos

Dina C disse...

Poxa, assim não há mesmo condições.

Jinhos

Lurdes disse...

Pois não há, Dina!
Por sorte recebi um télélé novo pouco tempo depois, que até trazia auricular.

Beijinhos