sexta-feira, dezembro 07, 2007

O TEMPO É IMPLACÁVEL

Já te aconteceu sentires-te culpado(a) ao olhares para as pessoas da tua idade e pensar "não posso estar assim tão velho(a)"?
Então vais gostar desta:

Estava sentada na sala de espera para a minha primeira consulta com um novo dentista, quando observei que o seu diploma estava pendurado na parede. Ao ler o nome, de repente veio-me à memória um moreno alto. Era da minha turma de liceu, há uns 40 anos atrás, e perguntei-me se poderia ser o mesmo rapaz por quem eu me tinha apaixonado. Quando entrei no consultório, imediatamente afastei esse pensamento do meu espírito. Este homem grisalho, quase calvo e de rosto marcado, profundamente enrugado, era demasiado velho para ter sido o meu amor secreto.
Mesmo assim, depois de ter sido examinada, perguntei-lhe se ele tinha andado no Liceu D. Duarte.
- Sim, respondeu-me.
- Quando se formou?, perguntei.
- Em 1970. Porquê a pergunta?
- Eh... bem... você era da minha turma!, exclamei.
E então, aquele velho horrível, anormal, cretino, filho de uma p..., pergunta-me:
- A senhora era professora de quê?

Esmeralda minha amiga, fizeste-me dar uma gargalhada valente! E olha que eu já não o fazia há muito tempo.

5 comentários:

sofialisboa disse...

é sempre mais facil ver nos outros aquilo que não queremos ver em nós...sofialisboa

esmeralda disse...

OH Lurdes, que feliz fiquei agora, ao saber que tinhas soltado uma gargalhada! ainda bem que um mail meu, teve esse grande privilégio....
beijnho

Carracinha linda! disse...

Ops... realmente o tempo passa por todos nós...

Beijinhos

Ana disse...

Confesso que também dei uma gargalhada...pq está mesmo muito engraçado!!!

Allie disse...

Não posso deixar de rir!