segunda-feira, março 05, 2007

JÁ NÃO HÁ CAVALHEIROS

É mesmo isto que eu acho, já não há cavalheiros!
Ontem furei um pneu do carro. Para além de ser dia de chuva, trazia uma saia vestida. Eu que 95% das vezes ando de calças!!!!
Vocês acreditam que mudei o raio do pneu numa área de serviço e ninguém se ofereceu para me ajudar?!??!? Mesmo depois dos bons 10/15 minutos que demorei para perceber que a porcaria dos parafusos tinham umas capas de plástico que é preciso tirar com uma pinça para depois sim, com a chave, tirar os ditos?!?!?
Demorei mais de meia hora mas, estoicamente, mudei o pneu!
No final, vem o senhor da lavagem dos carros dizer-me: "Minha senhora, os meus parabéns! É uma verdadeira mulher de armas!". O que lhe valeu é que era um senhor de idade...

19 comentários:

Anónimo disse...

Olá,
Miúda Gira
Farto-me de dizer aos amigos que ando por aí. Agora até existem telemóveis...
beijinhos
AS

Carracinha linda! disse...

Já me aconteceu ter um furo, mas como estava a poucos metros do local de trabalho, só lá é que parei. E depois pus os colegas homens a fazer o trabalho!

Não me imagino nos dias de hoje ter um furo. Eu cá admito que não sei mudar o pneu e também já não tenho os colegas atenciosos que me ajudavam nessas situações.

Mas é como dizes...já não há cavalheiros. Na volta eles até fizeram de propósito por tu estares de saia...sei lá! Tótós que eles são!

Beijocas

Simplesmente Maria disse...

Ai se fosse comigo....nem sei

ALEXIA disse...

Pois bem eu ri-me...claro mas concordo contigo...só me admira estavas de saia e nenhum ser homem se ofereceu para ajudar...ó francamente.

Mas nós safamo-nos sempre né

BOA

claro está que se tivesse sido um gajo a dizer o que te disse a senhora tinha apanhado e bem

beijos sujos de oleo

Gioconda disse...

E tu não vês que nao te ajudaram precisamente porque estavas de saia? Ahahahaahah era para ver o que é que conseguiam ver......

Então mas nós não queremos a igualdade????? Eu aqui há uns anos atrás andava com uma Renault Traffic e tive um furo e recusei a ajuda dum grupo de homens que estavam na estação dos comboios.... no fim até me bateram palmas, ehehehehe

Ahhhhhh e já agora só por curiosidade.... tas em 62º, eheheheeh

sofialisboa disse...

Olá Lurdinhas, que queres então? eles devem ter olhado para ti e visto uma mulher tão despachada que nem se mexeram... para a próxima fica com um ar de loira que logo eles aparecem... ou será que também não aparecem? uma coisa te digo, és uma mulher e peras sim senhora a mudar um pneu. os meus parabéns sofialisboa

Giorgia disse...

dizem eles que é para não termos a mania que queremos ser independentes... pois sim, agora a falta de elegância e cavalheirismo chama-se isso!
Parabéns Lurdita, provaste que com mais ou menos dificuldade, não há tarefa a que uma mulher não vire o dente!!!!

beijinhos

Dina C disse...

Grande mulher... provas-te que não precisas de cavalheiros para nada, já eu, só espero que nunca me fure um pneu porque acho que vou ter que ir a pé pra casa. :)
Beijinhos

António Melenas disse...

Ò Lurdes, tiveste azar! Olha que tanto eu, como minha mulher só temos a dizer bem, sobretudo da gente jovem, em situações semelhantes. E não só em situações deste tipo. Não me canso de dizer que, ao contrário do que muita gente pensa, a maioria dos jovens de hoje são muito correctos. Estou convencido que se houvesse gente jovem à tua volta as coisas teriam sido diferentes. A menos que a simpatia deles esteja mais virada para a terceira idade do que para as senhoras do que para o ex-chamado sexo fraco
Beijinho

http://icecream.blogs.sapo.pt/ disse...

Eu já sabia disso....mudo sempre os pneus sozinha!!!
Jokas

CarpeDiemBeHappy disse...

Olá Lurdes,

Esta história faz-me lembrar algo....eu tive mais sorte!!eheh

Beijinhos

'Tá Difícil disse...

Ah era você que estava a mudar o pneu?!
Ora bolas... e eu a observá-la de longe e a pensar "É melhor estar quietinho que ainda me responde como a última menina que tentei ajudar, e que só faltou bater-me com a pochete e dizer: "sai-me daqui meu tarado, que o tu andas à procura bem eu sei o que é!!""

Afinal parece que nem todas as meninas são iguais, tal como nem todos os meninos são.

Lurdes disse...

Pois é Alcino... os telemóveis! Como é que eu não me lembrei disso?!?!?

Já não foi a primeira vez que o fiz, Carracinha, mas esta falta de cavalheirismo deixa-me triste!

Acredito Maria!

E eu a pensar que até tinha uma perna jeitosita, Alexia!!! Assim não há condições...

Gioconda, essa é a desculpa esfarrapada deles, o querermos a igualdade! Mas só quando lhes interessa...

Pois Sofia, que remédio...

Ora aí é que está, Giorgia!

Como diz o Alcino, há sempre os telemóveis Dina!

Pois António, se calhar as boas acções estão apenas destinadas aos mais crescidos...

Também eu, Carla! E como diz um colega meu: conhecendo-a como a conheço, se um jeitoso lá fosse a oferecer ajuda ainda lhe respondia se queria aprender consigo...

Pois é Rosa! Usaste o telelé! Miúda inteligente...

Tá difícil, não me diga que aquele jovem sentado no carro descapotável a fingir que estava a ler o jornal era você! Grande lata!!!

Beijinhos a todos

ROADRUNNER disse...

Se calhar foi propositado. Eles estavam era todos a olhar para as pernas...
Saudações!

Lurdes disse...

A lo mejor, Road...
Beijinhos

Anónimo disse...

Os cavalheiros imigraram todos aqui para Inglaterra. Quando as meninas usam saia....nem é preciso terem um furo para os homens darem uma ajuda. Claro que estamos a falar de meninas novinhas, entre os 18 e 24. Nada de trintonas ou "meninas de 12 anos" de acordo com alguns bombeiros.. E eu é que uso oculos.... :D

AB disse...

Olá,
Quer-me parecer (por muitos dos comentários) que não é pela falta de cavalheiros que as meninas dão falta... é pela falta de criados.
Quando era para abrir a porta do carro já não queriam porque eram mulheres emancipadas mas para as tarefas ingratas.... "onde é que estão os cavalheiros???"
Lamento que ninguém te tenha ajudado (mas essa ajuda tanto devia vir de um homem como de uma mulher).

Bjks
André

Lurdes disse...

Nem eu nunca disse o contrário, André! Aliás, já ajudei uma miúda que não conhecia de lado nenhum a trocar o pneu do carro dela em tempos, exactamente por a ver atrapalhada e sozinha. Assim como à minha mana! E não teria de todo, problema algum em ajudar um homem, se fosse esse o caso.

Beijinhos

Lurdes disse...

É que para além de faltarem cavalheiros, solidariedade e ajuda ao próximo estão ainda mais falta!